Eliane Alcântara.


 (Poema completamente não indicado para menores
por seu forte (?)
 conteúdo na forma
e palavras que instiguem a interpretação dúbia .
Segundo alguns).

***

E
Somos
Tesão
...
..
.

Tua boca sacana
dona de minhas manhas
ladeia o espaço de meu abraço
e ao encontrar-me pequeno sanhaço
visito o céu de tua virtude
na saliva desmiolada
de teu fruto metaforizado
ao prazer de meu apetite
no bico de teu gozo, jato,
festa em minha plumagem,
suave púbis orgasmática
em que entra tua vontade
pela abertura consciente
de um meu desejo vadio
e crescem os versos nus
ereção de amasso e toques
sem deuses, supra-realidades
ou o mais de um estar
e minar a face satisfeita
o ato de consubstanciar
corpos, mentes, essências,
tesão, carnalidade, gozos
e o inegável sorver de fantasias multidimensionais
nas dimensões que nem sabemos medidas e explodimos
reascendendo no fim o começo de formas perfeitas, encaixe,
jogo para amantes, decifrados códigos,
fonte de interesse daqueles pneumotórax's
cientes em tangos argentinos
no verbo sexual do ápice.

Eliane Alcântara.



Escrito por Eliane Alcântara. às 07h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


Conclusão.
 
E então a porta se fechou e você parecia distante,
uma insistente presença no arco de meus olhos
a abrir certos pensamentos libidinosos.
No espaço de atos suaves a cama cintilava a pele
arena em que mãos tateavam a umidade de meu sexo
em busca do seu, flecha de minha nudez sucumbida.
Um vento matreiro cobria ponteiros de extenso tempo
nos desejos de minha carne e eu, eu gemia contorções,
abismos navalhados pelo gozo de recortes.
Pouco a pouco seu calor doía em minhas coxas
ritmo em sensibilidade ao seu penetrar pausado
a excitar meus sorrisos arquitetônicos.
Felina dispunha minhas manhas aos seus pêlos
e entre apelos mordia o travesseiro a roçar ações imaginárias
nas quais meus seios provavam seus lábios
e as unhas riscavam a palavra tesão em suas costas
a abrir pedaços de noites estelares em ingenuidade,
uivo solitário de amantes vorazes.
O escuro de minhas intenções clareava saudade devassa
e o poema feito com sangue e desejo
desabrochava branco
no mar vibrante de meu corpo despojado
ao ver além da porta trancada seu vulto sorrateiro
preso ao remanso de meus delírios satisfeitos.

Eliane Alcântara.



Escrito por Eliane Alcântara. às 23h19
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil


BRASIL, Sudeste, Mulher, de 36 a 45 anos
Outro -



Meu humor



Histórico
29/05/2016 a 04/06/2016
05/04/2009 a 11/04/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
05/02/2006 a 11/02/2006
29/01/2006 a 04/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
15/01/2006 a 21/01/2006
08/01/2006 a 14/01/2006
25/12/2005 a 31/12/2005
18/12/2005 a 24/12/2005
11/12/2005 a 17/12/2005
04/12/2005 a 10/12/2005
27/11/2005 a 03/12/2005
20/11/2005 a 26/11/2005
13/11/2005 a 19/11/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
09/10/2005 a 15/10/2005
02/10/2005 a 08/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005
04/09/2005 a 10/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
14/08/2005 a 20/08/2005
07/08/2005 a 13/08/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
26/06/2005 a 02/07/2005
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
22/05/2005 a 28/05/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Alessandro Eloy Braga.
 BeatniksBLUESCafe
 Anderson.
 Angela Lara.
 Angela Maria.
 Bené Chaves.
 Bruno.
 Destro.
 Diego Ramires.
 Ela Nua é Linda.
 Eliane 1.
 Eliane Alcântara.
 Eliane - Home Page.
 Eliene.
 Eudes Batista.
 Rabiscos&Riscos.
 Fabrício Carpinejar.
 Francisco Dantas.
 Fórum - Sobresites.
 Jandyra Adami.
 JéSSica.
 Júlio do Amaral.
 Leila.
 Lela.
 Leon Lynch.
 Linaldo.
 Eudes Batista.
 Mário Cezar.
 Mestra dos Sonhos.
 Maísa (Pupila).
 Ivo.
 Nilson.
 O Cavaleiro.
 Olivino Araujo.
 Paulo Castro.
 Recanto das Letras.
 Retalhos d'Alma.
 Ricardo Almeida.
 Roberto Cônsoli.
 Rodrigo Souza Leão.
 Rogério Simões.
 Sady Mac.
 Sofia.
 Sonhos de Poeta (Eliane Alcântara).
 Tânia Carmonario.
 Thielle.
 Touché.
 Weder.
 Wesley (Sala Fernando Pessoa).
 Qual é a dúvida? - Pinho.
 Gildemar Pontes.
 Fernando Rozano (fotos).
 £å£i
 Fernando Girão.
 Adalberto dos Santos.
 Meiga.
 My Blog - JCarvalho.
 Tatiana.
 LIZ.
 Alcinéa.
 Célia.
 Kepler.
 Théo.
 Douglas da Cunha Dias.
 Heidi.
 Loba -BH.
 Lucas de Meira.
 Estevão.
 Mário.
 André Ricardo.
 Estela.
 Mariza.
 terragel
 Alba Negromonte.
 Jornal da Praça.
 Fernando Rozano.
 Moacir Caetano.
 Júnior.
 Celso (O cárcere das asas).
 Sydnei de Meirelles.
 Laine.
 Antônio Carlos de Menezes.
 Vinícius de Moraes.
 Aluisio Martins.
 Isaque Santana.