Eliane Alcântara.


Um meu querer.

 

  Quero quase fera sentir a nudez da Natureza em seu quieto despertar e rolar com a magistral inocência de olhos atentos que seguem a simplicidade das cortinas da vida.

  Conhecer os esconderijos da memória e seguir pelos bem traçados labirintos da saudade.

  Desanuviar a lógica e beber pensamentos incólumes nas retinas de meu amado.

  Caminhar sobre folhas secas e ouvir o ruído ao se partirem canção, sob o peso de meus sentimentos, enquanto decifro estrelas ao meu jeito e sussurro com o vento os segredos de meu coração.

  Não me preocupar com direções sendo capaz de reconhecer no ar se Norte ou Sul, Leste ou Oeste traz notícias de meu amor, inscrito em flores que semeei nos anos ataviados ao inusitado querer.

  Redescobrir o prazer de despida, ensaiar passos de tango nos campos floridos em que me dou vadia e manhosa, umedecida pelos pingos fortes de uma convidativa tempestade.

  Pertencer aos crepúsculos e as cores nas asas de uma intocada borboleta a renascer Poesia acariciada nos lábios da madrugada.

  Disputar a pureza com os regatos e amar os astros, enlouquecida, sem medo de um eclipse.

  Desfrutar dos amores na relva e santa sangrar a face do luar projetado em meu corpo nas noites em que uivam os desejos e minha carne é alimento e afago a dele.

  Ser cúmplice de todos os devaneios musicais que as estações afinarem no bailado das almas, enquanto me perco em gozo sob os olhares que ele desfia a minha volúpia.

  Encontrar o início da insanidade quando ele adentrar o meu corpo e, leve, ressurgir faminta toda a nobreza do amor nas notas vulgares, que perfeitas casem com o sagrado.

  Surtir o efeito da beleza, o riso dos loucos e quem sabe assim, parir paixão e amor nos dedos de um novo dia – divino!

 

Eliane Alcântara.



Escrito por Eliane Alcântara. às 20h24
[ ] [ envie esta mensagem ]


Um Só Poema.

 

Tu que bem me conheces

sabes das horas

marcadas no tempo,

entre tua secura e a minha.

E quando digo de algumas loucuras

sentes que as nuvens que crio

além de manias, são tuas.

Contrárias frações de um todo

nos segredos a ti revelados

entre o silêncio e o vívido presente

- tua, como bem sabes.

E inda que eu me doe

para tantos amores...

Não doaria o que é teu.

Só em teus braços

sei que futuro

é quando a vida inicia em prazer.

Por isto é que te quero

com a intimidade nos olhos

e te resguardo dentro do peito.

Tua inocência cristalina

faz de ti um lago tranqüilo

em que banho minhas ânsias

quando as perguntas se encontram.

 

 

Eliane Alcântara.



Escrito por Eliane Alcântara. às 08h15
[ ] [ envie esta mensagem ]


Domina-me...

Traz um pouco de tua vontade
segura em ordens que se misturam.
Um pouquinho de tua febre
amasiada com o tesão
e deita tua segurança em meus gemidos,
delírios em giro no aconchego voluptuoso
de um ardiloso amor em segredo.
Desfolha-me sutilmente aos teus beijos
e deixa-me escrever tua história
nas linhas de meu corpo suado.
Abra-me tua manhã,
solicita-me tua tarde,
possua-me tua noite
entre os dedos de teus anseios.
Laça-me fêmea ao teu cheiro de macho,
caça-me, desdobra-me, atiça-me.
Penetra-me tua ciência,
ser-te-ei ortografia
em cada rima
que bradar aos meus ouvidos
na delícia do amar.

Eliane Alcântara.



Escrito por Eliane Alcântara. às 09h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


Estampa.


Deixa de brincadeira, hoje estou libertando a mulher vermelha.
Paixão corrosiva , amores colegiais em carne viva
quando os contos de fada estão de férias nestes horizontes
e eu caminho em algum barco a deriva, nos céus de jasmim,

pelas corredeiras de diversos desejos a queimar o gelo.
Acendas logo o teu olhar e entranhes em minha cor.
Profanes esta mistura angelical que sobrevive
para agradar teus lábios de bem com o mundo.
Não vou mais chorar nem ser triste para tocar a alegria.
Se tu queres meus beijos, versos e carinhos
tomas nota de minhas mágoas e apagas meu sofrer.
Não quero mais pensar nas mortuárias lembranças
de um ontem sem tinta em minha vida
ou de um agora que nunca é bastante sem ti.
De hoje em diante explode o vínculo de um amor,
não, não vás embora. É cedo. Veja a tua menina...
Frágil, deixei de crer em promessas,
usufruo os amores  que simbolizem  a pureza dos sonhos.
Olha, hoje o carmim de teus desejos são minhas loucuras,
o prazer de teu sangue quente o meu prazer.
Corta, recorta o meu despir.

Sou mancha pulsante em teu pensar.
Possuo o dom de ser carne e gozo em tuas mãos...
Vês? Eu amanheci enluarada, completamente escarlate

na veneziana desatada de tuas trancas.

 

Eliane Alcântara.



Escrito por Eliane Alcântara. às 09h39
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil


BRASIL, Sudeste, Mulher, de 36 a 45 anos
Outro -



Meu humor



Histórico
29/05/2016 a 04/06/2016
05/04/2009 a 11/04/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
05/02/2006 a 11/02/2006
29/01/2006 a 04/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
15/01/2006 a 21/01/2006
08/01/2006 a 14/01/2006
25/12/2005 a 31/12/2005
18/12/2005 a 24/12/2005
11/12/2005 a 17/12/2005
04/12/2005 a 10/12/2005
27/11/2005 a 03/12/2005
20/11/2005 a 26/11/2005
13/11/2005 a 19/11/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
09/10/2005 a 15/10/2005
02/10/2005 a 08/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005
04/09/2005 a 10/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
14/08/2005 a 20/08/2005
07/08/2005 a 13/08/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
26/06/2005 a 02/07/2005
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
22/05/2005 a 28/05/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Alessandro Eloy Braga.
 BeatniksBLUESCafe
 Anderson.
 Angela Lara.
 Angela Maria.
 Bené Chaves.
 Bruno.
 Destro.
 Diego Ramires.
 Ela Nua é Linda.
 Eliane 1.
 Eliane Alcântara.
 Eliane - Home Page.
 Eliene.
 Eudes Batista.
 Rabiscos&Riscos.
 Fabrício Carpinejar.
 Francisco Dantas.
 Fórum - Sobresites.
 Jandyra Adami.
 JéSSica.
 Júlio do Amaral.
 Leila.
 Lela.
 Leon Lynch.
 Linaldo.
 Eudes Batista.
 Mário Cezar.
 Mestra dos Sonhos.
 Maísa (Pupila).
 Ivo.
 Nilson.
 O Cavaleiro.
 Olivino Araujo.
 Paulo Castro.
 Recanto das Letras.
 Retalhos d'Alma.
 Ricardo Almeida.
 Roberto Cônsoli.
 Rodrigo Souza Leão.
 Rogério Simões.
 Sady Mac.
 Sofia.
 Sonhos de Poeta (Eliane Alcântara).
 Tânia Carmonario.
 Thielle.
 Touché.
 Weder.
 Wesley (Sala Fernando Pessoa).
 Qual é a dúvida? - Pinho.
 Gildemar Pontes.
 Fernando Rozano (fotos).
 £å£i
 Fernando Girão.
 Adalberto dos Santos.
 Meiga.
 My Blog - JCarvalho.
 Tatiana.
 LIZ.
 Alcinéa.
 Célia.
 Kepler.
 Théo.
 Douglas da Cunha Dias.
 Heidi.
 Loba -BH.
 Lucas de Meira.
 Estevão.
 Mário.
 André Ricardo.
 Estela.
 Mariza.
 terragel
 Alba Negromonte.
 Jornal da Praça.
 Fernando Rozano.
 Moacir Caetano.
 Júnior.
 Celso (O cárcere das asas).
 Sydnei de Meirelles.
 Laine.
 Antônio Carlos de Menezes.
 Vinícius de Moraes.
 Aluisio Martins.
 Isaque Santana.